sexta-feira, 3 de maio de 2013

0





A gente,
meio gente
nesse mundo,
quase sem rumo
subindo em escadas
descendo em ribanceiras
pra entender que essas coisas
as vezes é tudo um monte de besteiras.
Mas de repente e sem perceber
você não entende o proceder
de descer mais que subir
e não ter forças pra si,
pra conseguir
novamente
subir:
Pra ser gente meio gente.
Um poema em decadência

Nenhum comentário:

Postar um comentário