terça-feira, 4 de outubro de 2011

0

Perdi o sono.


 De novo. Apoiei minha cabeça de uma maneira confortável no travesseiro e fiquei ali imaginando você dormindo. Imaginando você viajando no mundo dos seus sonhos, mexendo, virando e desvirando na cama. Imagino um sorriso em quanto dorme. E eu continuo aqui, imóvel, sem nada a dizer, só pensando em ti. Eu imagino como se fosse a obra mais bem pintada já feita, e na verdade é, para mim. Os lençóis desarrumados perto de você. Então bate um desejo, uma saudade do que ainda não aconteceu, do teu cheiro, de mexer no seu cabelo. Coloquei-me a sonhar e consegui dormir sorrindo só por saber que eu tenho chance de poder te chamar de meu nos meus sonhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário